Em parceria com a organização de jornalismo de dados Gênero e Número, o Instituto Avon apresenta um levantamento inédito de dados do Sistema Único de Saúde (SUS) sobre tratamento e diagnóstico de câncer de mama desde o início da pandemia. O projeto Câncer de Mama Hoje traz números do Brasil e especificamente de seis unidades federativas de todas as cinco regiões do país: Bahia, Distrito Federal, Pará, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo.

Os dados do SUS mostram que, no primeiro ano da pandemia de covid-19, houve queda de 28% na quantidade de exames de diagnósticos de câncer de mama. O número de pacientes que realizaram mamografias teve redução de 40%.

Os números comprovam que a queda nos exames em 2020 teve como consequência o aumento de tratamentos em fases mais avançadas da doença. Com isso, é maior o impacto na saúde de pacientes, e também no SUS, que consome mais recursos para tratar pacientes mais graves.

Reportagens

Achados

A história de Luciane

Dados Abertos

Coordenação: Maria Martha Bruno
Reportagem e análise de dados: Aline Gatto Boueri, Maria Martha Bruno e Natália Leão
Visualizações de dados: Marilia Ferrari e Victoria Sacagami

Sobre a Gênero e Número

A Gênero e Número é uma empresa social que produz e distribui jornalismo orientado por dados e análises sobre questões urgentes de gênero e raça, visando qualificar debates rumo à equidade. Nosso trabalho é realizado a partir de linguagem gráfica, conteúdo audiovisual, pesquisas, relatórios e reportagens multimídia.

Diversidade e transparência são valores que também regem o trabalho da Gênero e Número. A organização conta com uma equipe diversa e multidisciplinar que trabalha nos campos da pesquisa, ciência de dados e jornalismo, para aprofundar temas relacionados às agendas da equidade racial e de gênero. A partir de dados e de vozes legítimas, a Gênero e Número produz conteúdos para servir de referência a pessoas e organizações comprometidas com o diálogo amplo que a democracia pressupõe.